Parafuso nº 0 - por Jão


Por Fabiano Azevedo

Capa da revista Parafuso


Jão é um autor singular no atual vasto mundo dos quadrinhos brasileiros. Sua arte passeia entre o lúdico das ilustrações de livros infantis e a complexidade visual da melhor safra de quadrinistas de fantasia europeus, como Moebius e Enki Bilal. Sua estreia em um trabalho solo foi em 2015, com “Baixo Centro” (editora Miguilim), uma história poderosa e frenética sobre uma perseguição pelo centro de Belo Horizonte.A revista

Parafuso, um projeto pessoal do artista, promete trazer uma história longa por edição, “sobre ficção científica, fantasia e temas urbanos, presentes em diversos trabalhos do autor”, conforme o release.

Esta edição 0 da revista traz o conto “Vigilantes”, o que, de cara, nos remete inevitavelmente a uma releitura do universo dos super-heróis – afinal, “vigilantes” é “watchmen” em inglês, nome da mais emblemática obra do gênero, criação de Alan Moore e Dave Gibbons. De fato, a história – que não tem balões de texto – traz uma profusão de seres fantasiados e superpoderosos, mas a discussão sobre a vigilância vai além, tratando de um tema demasiadamente atual entre nós – a justiça feita com as próprias mãos, algo que vemos com certa frequência nas grandes cidades. Cada página é dividida em quatro quadros, de forma precisa, e as cenas variam entre tomadas focando os personagens em primeiro plano e uma tomada fixa, como se fosse uma câmera no alto de um prédio, filmando o desenrolar dos acontecimentos. Apesar da contundência crítica, tudo vai se confluindo num grande e inusitado pastiche, que parece não ter fim, mas que culmina, como não poderia deixar de ser, de forma apoteótica.

Graficamente, “Vigilantes” é exuberante, não só pelo formato tabloide da revista ou pela suavidade do papel escolhido para a impressão, mas também pelas cores em tons pasteis e pela arte cada vez mais vibrante de Jão, que lembra, em certos momentos, a insuperável confusão gráfica de um Fabio Zimbres.

A revista Parafuso será lançada no Faísca – Mercado Gráfico, no próximo sábado – dia 17, mas pode ser adquirida no site de vendas do artista:

http://jao.iluria.com 

 

PARAFUSO nº 0

32 páginas em cores

34×24,9cm

Pré-venda: R$20,00 até 16/12 no site http://jao.iluria.com – Preço de capa: R$25,00

Lançamento Faísca – Mercado Gráfico, BDMG Cultural – Rua Bernardo Guimarães, 1600 – próximo à Praça da Liberdade, em Belo HorizonteDia 17 de dezembro, a partir das 11hEntrada gratuitaClassificação livreInformações: facebook.com/viajantejao
Arte e quadrinhos

Fabiano Azevedo

Ilustrador, designer e pesquisador de quadrinhos